AO (RE) ENCONTRO DAS ALMAS SELVAGENS E LIVRES
Segunda-feira, 25 de Maio de 2009
Falling...

 

Preciso de muito para me sentir viva.

Familia.

Amigos.

Fugir.

Ficar.

Amor.

Sexo.

Mais do que apenas um coração para viver.

Precisamos de estar vivos.

Precisamos de nos sentir vivos.

 

É instinto.

Não o podemos controlar.

 

Não quero cair.

Não vou cair.

Não quero colar-me ao chão.

Derrotada por ti.

 

Se estás a submergir.

Vou contigo.

 

Não quero e não vou...

Deixar de confiar em mim por ti.

 

Vou apenas deixar-me levar.

Vou apenas...

Deixar-te levar-me contigo.

 

Se quiseres gritar.

Grita comigo. Para mim.

 

 E eu vou...

Apenas de encontro a ti.

 

Talvez para sempre.

Talvez para nunca mais.

 

Mas esta vez.

Apenas esta vez.

Vou submergir por ti.

 

É instinto e isso não podemos controlar...

 

 



publicado por marisa.moreno às 21:44
link do post | comentar | favorito
|

Unlock me...

 

Uso os meus olhos para ver.

Fecho-os quando prefiro nem saber.

 

Uso sapatos para poder andar.

Uso a minha respiração para não morrer.

 

Preciso de comida para satisfazer a minha fome.

Uso a minha boca para mandar todos calar.

 

Uso os meus ouvidos para te ouvir.

Uso o meu coração para a mente controlar.

 

Uso o meu corpo para te usar...

 

Não me perguntes porque te quero...

Porque não sei...

 

Mas preciso de ti para me destrancar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por marisa.moreno às 20:43
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 8 de Maio de 2009
You know i Loved you so...

 

 

Vê.

As estrelas brilhavam por ti.

 

Olha.

Tudo em ti era brilhante.

 

Sente.

Falei tanto para ti.

Por ti.

 

Todas as coisas por e para ti...

Saltei .

Arrastei-me.

Movi montanhas.

Criei ódios.

Afastei-me.

 

E tudo fiz por ti.

Tudo fugiu.

Tudo se tornou invisivel...mas estava lá.

 

Por ti deixei de tentar por mim.

Por ti deixei de me ver.

Por ti deixei de...viver.

Vivi para ti.

Porque para mim... tudo brilhava para ti.

 

Tudo eras tu.

 

A vida.

As cores.

O céu e as estrelas.

O sol.

As luzes.

As pedras de calçada...

A música.

As palavras.

Todas as coisas.

 

Sempre tu.

 

Então veio o dia...

Nem uma lágrima.

Nenhum rancor.

Sem sentimento.

 

Olhei-me ao espelho.

Não estava lá.

Tinha desaparecido.

 

Quem era nunca voltarei a ser.

Quem serei renasceu agora.

Quem serei...

 

Serei as estrelas.

O céu, o sol e  lua.

O brilho.

Nunca mais emperrada no antes.

Sentimento sem substituição.

Voltarei sempre a casa.

 

Tentarei voltar ao que nunca fui...

Tentarei ver a minha sombra.

Assim saberei que existo.

E existo para além de ti e de todos.

 

Apenas existo...mas existo.

Existo como antes nunca existi.

 


sinto-me:
música: Yellow - Coldplay

publicado por marisa.moreno às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

SUPER BLOG AWARDS
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Lobos, Bruxas e Lua Cheia...

Se me morres.

Vinho e comprimidos... (A...

...

Collapsing...

De novo...

Meu.

And the end is near.

Morno...

Big.

arquivos

Maio 2010

Março 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Dezembro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

mais sobre mim
BLOG ANTIGO
DESDE 15 / 05 / 2008
favoritos

Redoma Transparente

subscrever feeds
blogs SAPO