AO (RE) ENCONTRO DAS ALMAS SELVAGENS E LIVRES
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2009
Só porque eu sei.

 

 

Só porque eu sei.

 

Eu sei que ninguém vai notar.

Ninguém vai notar que eu não confio.

Ninguém vai notar que mudei de alma como se de umas calças se tratassem.

Ninguém vai notar que me doi.

 

Dói-me mais que do que antes de me ouvires dizer.

Antes de me ouvires dizer o quanto odeio.

 

Odeio esta vida e esta sobrevivência.

Odeio não ter idade para não viver.

Odeio só poder sobreviver á custa do oxigénio dos outros.

Odeio que falte algo.

 

Algo mais do que eu na tua vida.

Afinal sou só mais alguém insignficante.

Afinal não te faço falta.

 

Por favor, só por favor perdoa-me...

Por todas as coisas e alguéns que te faltaram...

 

Por isso...

Por isso e só por isso

Por todo o sacrificio...

Não serias tu agora a tentar por mim?

Só porque mereço e não porque achas que preciso...

 

Mas porque eu por mim e eu por ti sofro.

 



publicado por marisa.moreno às 18:42
link do post | comentar | favorito
|

SUPER BLOG AWARDS
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Lobos, Bruxas e Lua Cheia...

Se me morres.

Vinho e comprimidos... (A...

...

Collapsing...

De novo...

Meu.

And the end is near.

Morno...

Big.

arquivos

Maio 2010

Março 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Dezembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Dezembro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

mais sobre mim
BLOG ANTIGO
DESDE 15 / 05 / 2008
favoritos

Redoma Transparente

subscrever feeds
blogs SAPO